Compartilhe:

O Sindicato

O INÍCIO

O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Químicas de  Americana, Santa Bárbara d’Oeste, Nova Odessa, Limeira, Piracicaba e Charqueada foi fundado em 1989.
A partir da sua fundação, a entidade comandou importantes movimentos que trouxeram grandes conquistas para os trabalhadores da categoria. Desde então, a maioria das indústrias químicas da região oferece melhores condições de trabalho e saúde para todos os trabalhadores.

A BASE

Quando surgiu, o Sindicato tinha na base cerca de 1500 trabalhadores de Americana, Santa Bárbara d’Oeste, Nova Odessa e Limeira. Em 1992 já abrangia também Piracicaba e Charqueada. Hoje conta com aproximadamente 6000 trabalhadores distribuídos em sete cidades e ainda se encontra em andamento a extensão da base para Águas de São Pedro, São Pedro, Mombuca e Saltinho.

UMA HISTÓRIA DE LUTAS

A década de 1980 foi um período histórico das lutas sindicais no País. A época das grandes greves. Os trabalhadores começavam a sair de um período muito ruim que foi a ditadura militar.
Na base da entidade não foi diferente. A diretoria participou de greves históricas como a da Fibra, da Machado Marques e da Ouro Verde. Na categoria, a greve da Lambra, News Química e Grupo Degussa, entre outras que marcaram a atuação do sindicato. Foi o Sindicato dos Químicos de Americana e Região também quem puxou os trabalhadores da cidade para a greve geral que se estendeu por todo o Brasil naquele período.

CONQUISTAS

Toda a história do Sindicato se resume a uma categoria que é unida e tem pulso para lutar por condições de trabalho dignas e responsáveis.
A cada dia novas conquistas passam a fazer parte da história do nosso Sindicato e somam à qualidade de vida das pessoas que pertencem a categoria dos que trabalham nas indústrias químicas, farmacêuticas e de material plástico de Americana e região.

Compartilhe: