Compartilhe:

Valor da cesta básica recua em todas as capitais

Postado por Sindicato em 5 de setembro de 2014

Em agosto, os preços dos produtos que compõem a cesta básica de alimentos diminuíram em todas as capitais do país, segundo pesquisa divulgada ontem (4) pelo DIEESE – Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos.

As maiores quedas foram registradas em Manaus (-7,69%), Aracaju (-3,84%), Fortaleza (-2,96%) e Natal (-2,35%). O menor recuo foi observado em Vitória (-0,48%). Em Florianópolis foi apurado o maior valor (R$ 340,62), seguido por São Paulo (R$ 337,80).

No acumulado dos primeiros oito meses de 2014, 13 capitais tiveram alta no valor da cesta básica. As maiores elevações ocorreram em Florianópolis (6,67%), Aracaju (6,34%), Recife (5,93%), João Pessoa (3,89%) e Rio de Janeiro (3,84%). As reduções foram verificadas em Campo Grande (-4,29%), Belo Horizonte (-2,80%), Manaus (-1,95%), Porto Alegre (-1,08%), e Natal (-1,02%).

Baseado no valor da cesta básica mais cara (R$ 340,62) e na determinação constitucional que estabelece que o salário mínimo deve ser suficiente para suprir as despesas de um trabalhador e sua família, o DIEESE estima que o salário mínimo necessário, em agosto deste ano, deveria ser de R$ 2.861,55, ou seja, 3,95 vezes o mínimo em vigor que é de R$ 724,00.

Fonte: DIEESE

Compartilhe: