Compartilhe:

Trabalho escravo: mais uma vez Brasil caminha para trás

Postado por Sindicato em 17 de outubro de 2017

O Ministério do Trabalho divulgou nesta segunda-feira (16) uma portaria que trata dos conceitos de trabalho forçado, jornada exaustiva e condições análogas à de escravo.

Já o Ministério Público do Trabalho (MPT) criticou essa portaria que, inclusive, muda as regras de publicação da Lista Suja (cadastro de empregadores que tenham submetido trabalhadores à condição análoga a de escravo) e dificulta a identificação e caracterização do trabalho escravo. Leia matéria completa aqui.

Compartilhe: