Compartilhe:

Campanha Salarial 2016

Postado por Sindicato em 11 de novembro de 2016

Foi assinada nesta quinta-feira (10) a Convenção Coletiva do setor químico que garantiu o reajuste de 8,5% para os trabalhadores da categoria. O reajuste representa 100% do INPC – Índice Nacional de Preços ao Consumidor – dos últimos doze meses.

O presidente Fabrício Cardoso Cangussu participou da assinatura da CCT que aconteceu na Colônia de Férias da FEQUIMFAR, em Praia Grande
O presidente Fabrício Cardoso Cangussu participou da assinatura da CCT que aconteceu na Colônia de Férias da FEQUIMFAR, em Praia Grande

Durante as rodadas de negociação, o sindicato patronal propôs a extinção  da PLR, direito adquirido e complemento importante na renda dos trabalhadores.

Diante dessa ameaça, todos os sindicatos se organizaram junto a Fequimfar e promoveram diversas mobilizações e paralisações nas principais empresas do setor no estado de São Paulo, nas quais os patrões faziam parte do grupo de negociação da FIESP.

O resultado foi positivo e eles recuaram da proposta absurda de acabar com a PLR.

Porém, na última rodada foi proposto o reajuste pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) integral do período que equivale a 8,5%, pago em duas parcelas e garantindo assim a reposição das perdas salariais. As mesmas regras se aplicam aos pisos salariais.
Muitas empresas já se comprometeram a pagar o reajuste em uma única parcela. Agora é lutar, empresa por empresa, e se empenhar, para que todas assim também o façam.

Dirigentes da FEQUIMFAR durante a assinatura da CCT do Setor Químico
Dirigentes da FEQUIMFAR durante a assinatura da CCT do Setor Químico

Veja como o índice será aplicado

Reajuste Salarial de 8,5% (para quem ganha até R$7.929,12)
Representa 100% do INPC, pago em até duas vezes: a primeira de 6% em 1º de novembro de 2016, e a segunda, de 2,5% para ser pago até junho de 2017

Quem ganha igual ou acima de R$7.929,13 será incorporada uma parcela fixa referente a 100% do INPC (8,5%) (sobre R$7.929,13) pago em até duas parcelas sendo a primeira de 6% em 1º de novembro de 2016, e a segunda, de 2,5% pago até junho de 2017

Piso Salarial
Em 01.11.2016
R$ 1.435,67 para empresas com até 49 empregados
R$ 1.471,69 para empresas com 50 ou mais empregados

Em 01.06.2017
R$ 1.469,53 para empresas com até 49 empregados
R$ 1.506,40 para empresas com 50 ou mais empregados.

PLR mantida na CCT
R$ 930,00 para empresa com até 49 funcionários
Valor mínimo de R$1.030,00 para empresas com 50 ou mais funcionários

Compartilhe: