Compartilhe:

Edição março | 2016

Postado por Sindicato em 7 de março de 2016

SEM SALÁRIO

CSL LABORATÓRIO PARA POR SALÁRIOS

Trabalhadores da CSL Laboratório Ambiental e da Conte & Silva, ambas de Americana, paralisaram as atividades após denunciarem que estavam com os salários atrasados, que o INSS não estava sendo recolhido, apesar de ser descontado em folha e que o FGTS – Fundo de Garantia por Tempo de Serviço não estava sendo depositado, em alguns casos, há mais de um ano.

1DSC_6524

Contudo, após a realização da assembleia, com a maioria dos funcionários presentes, os mesmos que aprovaram a paralisação decidiram voltar atrás, retornando ao trabalho.

Para o presidente do Sindicato, Fabrício Cardoso Cangussu, todos os trabalhadores sofrem com os atrasos há algum tempo e a atitude dos que voltaram atrás prejudicou a negociação com os patrões. “Ninguém sabe porque mudaram de ideia, mas a união é fundamental para a solução dos problemas. Os oito trabalhadores que permaneceram no movimento, com certeza, foram prejudicados pelos que não respeitaram a decisão da assembleia”, afirmou Fabrício.

1

EDITORIAL

Verdade ou mentira

Recentemente o povo brasileiro está convivendo e sofrendo as consequências de uma verdadeira guerra travada entre os políticos eleitos para governar o país. Essa guerra tem como mediadora ativa e extremamente tendenciada, a imprensa.

A grande mídia definiu o seu lado e utiliza todo o poder que possui para influenciar a opinião pública, criando falsas notícias e tentando jogar a população contra o governo. A imprensa brasileira quer, a todo custo, derrubar o atual governo e, para isso, não mede consequências. Utilizam-se do que há de mais nocivo e desleal na comunicação que é a mentira e, também, de todos os meios para reproduzi-la.

Fica muito fácil para quem tem o controle dos jornais, das revistas e das emissoras de rádio e televisão, simular situações e contar histórias irreais, fazendo assim a população acreditar que são verdadeiras. E o pior é que parte da população, já cansada e sofrendo com a situação, utiliza a internet para reproduzir essas histórias, muitas vezes sem conhecimento.

Por outro lado, não há dúvidas que o governo tem deixado muito a desejar. Os escândalos relacionados ao pagamento de propinas, o aumento da inflação e das taxas de juros, a falta de comprometimento com os direitos trabalhistas, entre outras, são demandas que necessitam não só de atenção, mas também de atitudes por parte dos governantes e legisladores.

O Sindicato tem por princípio a defesa dos direitos trabalhistas e a luta por constantes melhorias nas condições de trabalho e de vida dos trabalhadores. Por isso respeita a democracia e os meios legítimos pelos quais os governantes e legisladores são eleitos e discorda da falta de respeito com que os mesmos governantes e legisladores e também as grandes empresas de comunicação tratam o povo brasileiro, disseminando inverdades em matérias que são produzidas sem nenhum tipo de apuração, de pesquisa e reproduzidas da mesma forma, por quem apenas não concorda com o governo.

Assim, a entidade marca sua posição ao lado dos interesses dos trabalhadores e se mantém na luta para a garantia dos todos os direitos, inclusive sobre os direitos à informação limpa, sem influências e verdadeira.

 

CAMPANHA SALARIAL DO SETOR INDUSTRIAL FARMACÊUTICO

O presidente do sindicato Fabrício Cardoso Cangussu e o diretor Kleber Roberto participaram do Seminário de Negociação Coletiva do setor farmacêutico industrial que aconteceu na Colônia de Férias da Fequimfar, em Praia Grande – SP, no dia 4 de fevereiro.

1

Durante o seminário foram debatidos dados do setor farmacêutico apresentados pelo DIEESE – Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos e elaborada a pré-pauta de reivindicações da categoria.

Para Fabrício, a luta nesta campanha salarial vai se dar nas cláusulas econômicas. “Neste ano vamos direcionar todas as forças para as questões econômicas e tentar garantir o aumento real nos salários e na PLR”, disse Fabrício.

A data base do setor farmacêutico é 1º de abril.

LIMEIRA: Tonhão assume sub sede

No início do ano o companheiro e tesoureiro Wilson Rocha (Baixo) resolveu se aposentar definitivamente e deixou de compor a diretoria da qual fez parte desde a fundação do Sindicato, em 1.989. Rocha dirigiu a sub sede de Limeira durante muitos anos.

Para assumir e dar sequência aos trabalhos na cidade, o Sindicato deslocou o assessor Antonio José dos Santos Filho, o “Tonhão”, que traz uma grande bagagem na organização do movimento sindical.

A diretoria agradece ao Rocha pelos muitos anos de dedicação e luta e deseja ao Tonhão, sucesso na organização dos trabalhadores.

PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS OU RESULTADOS – NOVAS DATAS PARA PAGAMENTO

O calendário de pagamento da PLR – Participação nos Lucros e Resultados mudou.

Os pagamentos que eram realizados nos dias 31 de janeiro e 31 de junho, passam a acontecer em 30 de abril e 31 de outubro. O benefício também poderá ser quitado em parcela única, até o dia 30 de junho de 2016.

A PLR corresponde a R$ 930,00 para empresas com até 49 empregados e R$ 1.030,00 para empresas com 50 ou mais empregados.

Têm direito ao recebimento os trabalhadores com contrato vigente entre 01/01/2015 e 31/12/2015.

SACOLAS PLÁSTICAS

LEI QUE PROÍBE SACOLAS É DEBATIDA

Em audiência pública realizada no dia 22 de fevereiro, na Câmara Municipal de Americana, foi realizado o debate sobre a Lei nº 5.026, de 1º de julho de 2010, de autoria do vereador Odair Dias (PV), que proíbe o uso de sacolas plásticas à base de polietileno ou de derivados de petróleo no município.

1DSC_6479

A lei foi julgada inconstitucional no ano em que foi criada, mas no final de 2015 o ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), a julgou válida pois, segundo seu próprio entendimento, os municípios podem legislar sobre direito ambiental quando se tratar de assunto de interesse predominantemente local.

O representante da ABIEF – Associação Brasileira da Indústria de Embalagens Flexíveis, Alfredo Schimdt, fez uma apresentação enfatizando que as sacolas plásticas utilizadas são as que oferecem melhor custo benefício tanto para os supermercados quanto para os consumidores e que acabam cumprindo a função de reuso quando são utilizadas no descarte de lixo doméstico.

O vereador Davi Ramos (PCdoB) que também é diretor do Sindicato, disse que ainda não existe um produto alternativo às sacolas e que a discussão sobre o tema não pode deixar de lado os trabalhadores da indústria do plástico e nem tampouco os consumidores finais.

Já o autor da lei, vereador Odair Dias (PV), afirmou que existe um consenso entre os envolvidos de que existe a necessidade de educação ambiental e que a matéria deve fazer parte do processo de busca por alternativas que preservem o meio ambiente.

Passados cinco anos da criação da lei, o cenário local é bastante diferente e ela deve ser adequada à realidade. O debate deve considerar as questões relacionadas ao emprego, ao custo que a população terá com essa proibição e, é claro, as questões sobre meio ambiente.

A importância de se tornar sócio do Sindicato

Desde os tempos antigos, a melhor maneira para se conquistar direitos e benefícios é a organização e união do povo. No sindicato não é diferente. A organização da categoria é fundamental para fortalecer a luta por melhores condições de trabalho, de salários e, consequentemente, de vida.

Os patrões também se organizam em sindicatos e federações (Sindiplast, Fiesp) onde, durante as campanhas salariais, se reúnem e discutem as pautas apresentadas pelos sindicatos dos trabalhadores e, quase todas as vezes, não aceitam as propostas da categoria.

O serviço mais importante prestado pelo Sindicato é a sua representação. É por conta desta representação que os trabalhadores da categoria têm um dos maiores pisos salariais do país.

A Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) define todos os direitos dos trabalhadores da categoria e estabelece, inclusive, vantagens sobre a Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) como, por exemplo, as horas extras que na CLT são de 50% e 100% e na CCT são de 70% e 110%.

É através da atuação do Sindicato que os trabalhadores têm assistência jurídica gratuita quando sofrem com os abusos de alguns (maus) patrões, abusos estes que podem ser de atraso nos pagamentos dos salários até o assédio moral ou sexual na empresa.

É o Sindicato também quem realiza as homologações dos contratos de trabalho quando os empregados possuem mais de um ano de registro na carteira e são demitidos.

Além disso a entidade também disponibiliza para os associados uma Colônia de Férias em Praia Grande, com preços bastante reduzidos e mantém convênio com outra, em Ubatuba, com bons descontos para os sócios do Sindicato. Possui também diversas parcerias com comércios e prestadores de serviços que oferecem descontos em seus produtos e serviços.

Por isso é importante se associar ao Sindicato. É com a contribuição do associado que a luta na defesa dos direitos e por conquistas para a categoria pode continuar.

Para se tornar sócio, basta acessar o site do Sindicato e preencher o formulário ou solicitar a visita de um diretor.

Juntos somos mais fortes.

8 DE MARÇO

DIA INTERNACIONAL DA MULHER – MAIS UM DIA DE LUTA

Marina Souza*

Todos os anos, no dia 08 de março, a sociedade comemora o Dia da Mulher, dia esse necessário após muita luta com poucas conquistas. A data foi concretizada após as 142 mulheres, funcionárias de uma fábrica localizada nos EUA e que mantinha suas portas trancadas durante a longa jornada de trabalho, serem queimadas vivas em um incêndio.

FEMINISMO1

Recebemos um dia como homenagem e nele falta a reflexão do que, de fato, acontece nos dias atuais.

Nos encontramos em pleno Século XXI, no auge do avanço tecnológico, e ainda nos deparamos com o sistema patriarcal que traz à lembrança, as lutas das mulheres vividas no século passado como a diferença salarial, a violência sexual e outras.

De acordo com o relatório da ONU “Progress of the World’s Women 2015-2016: Transforming Economies, Realizing Rights”, em tradução livre “O Progresso das Mulheres no Mundo 2015 – 2016: Transformar Economia para Realizar Direitos”, a diferença salarial que existia entre mulheres e homens nos anos 90 era de 35% e, no ano de 2007, caiu para 29%. Os avanços no mercado de trabalhos trouxeram maiores possibilidades para a mulher, porém a diferença salarial existente ainda é um grande abismo.

O Ligue 180 é o telefone da Central de Atendimento à Mulher, um disque-denúncia do Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos, que registrou só no ano de 2015, 179 relatos por dia de violência sexual, agressão física e cárcere privado. São mais de 16 mil casos de Feminicídio, comparado ao ano de 2014. Os números chegam a assustar, porém mostram que as leis criadas para este fim estão encorajando as mulheres violentadas a denunciarem sem medo de qualquer outro tipo de agressão.

Mas mesmo com esse aparato podemos ver que o machismo ainda se encontra enraizado na sociedade atual. Em outubro passado tramitou pela Câmara dos Deputados o Projeto de Lei (PL) 5069, que proíbe a utilização da medicação conhecida como “pílula do dia seguinte” por julgá-la abortiva. Mesmo em casos em que o Código Penal autoriza o aborto, com o auxílio de médicos e enfermeiros, com a aprovação do PL 5069 as mulheres, crianças e adolescente vítimas de estupros não poderão recorrer aos meios legais, sem antes provar que as mesmas tiveram seus corpos violados por tais crimes.

Por fim, esperamos que no dia 08 de março e em todos os outros dias, homens e mulheres possam refletir no quão importante e representativa é essa data.

Nós mulheres ainda temos muito a conquistar nessa sociedade, e que a mesma possa se tornar mais justa e igualitária para todos, independentemente da cor, raça, gênero, e orientação sexual.

Feliz dia Internacional da Mulher, que luta todos os dias sem perder a esperança.

*Marina Souza é estudante de direito e funcionária do Sindicato

Vereadores de Americana aprovam feriado do Dia da Consciência Negra

Com a casa lotada, a sessão da Câmara Municipal de Americana realizada no dia 18 de fevereiro aprovou o Projeto de Lei nº 169/16, do vereador e diretor do Sindicato Davi Ramos (PCdoB), que institui o feriado do Dia da Consciência Negra no município.

1ASF_3021

Foi a quarta vez que o PL foi apresentado e, desta vez, foi aprovado por 15 votos favoráveis e 3 contrários. O PL ainda deve ser sancionado pelo prefeito Omar Najar (PMDB).

O Dia da Consciência Negra é comemorado no dia 20 de novembro.

ESPER: Mantida PLR acima da CCT

Assembléia realizada com os trabalhadores da Esper, de Santa Bárbara, manteve o valor da PLR – Participação nos Lucros e Resultados acima do que a Convenção Coletiva determina. Os companheiros receberão o valor de R$ 1.350,00 em quatro parcelas (abril, maio, junho e julho). A CCT prevê o parcelamento para os meses de abril e outubro. O ATIR – Adicional de Turno Ininterrupto de Revezamento também teve o índice de 20% mantido.

1ASF_3542

INSCRIÇÕES ABERTASlogo copa society 2016

Monte sua equipe e faça a inscrição.
A ficha e o regulamento já estão disponíveis na sede e nas sub sedes do Sindicato.

Importante
Todos os integrantes da equipe devem ser sócios do Sindicato.

 

 

 

Compartilhe: